Parque Guinle: Resgate de um Rio glamoroso

O bairro de laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro possui um local pouco visitado mas de uma riqueza única: faço referência ao Parque Guinle, que acaba de ter seu portão,totalmente restaurado. Ele estava enferrujado e não fazia jus a sua importância na história da cidade maravilhosa. Durante a pandemia,mais precisamente no mês de agosto,através de uma parceria público-privada,do projeto Revitaliza Rio,do Instituto Carioca Cidade Criativa,da DNA,teve ínicio uma intervenção,que acaba de ser entegue aos cariocas.

Acompanhei desde o início a obra,conversei com os operários e ontem,fui fotografar o patrimônio já pronto,para ser contemplado como uma forma de valorização de nossa cidade maravilhosa.O Parque  é composto por prédios projetados por Lucio Costa e jardins de Burle Marx.O Jardim sedia o palácio Laranjeiras,residência oficial do governador,que deveria ser aberto para visitação pública e se tornar um centro cultural.

E bom lembrar que  o parque ocupa os antigos jardins do palacete de Eduardo Guinle,erguido em 1920 mas que ganhou  um cunho”modernista “entre 1948 e 1954,quando da construção dos prédios,que se junta  às   crianças e adultos que ali passeiam e brincam,numa contemplação atônita de tanta beleza,com a presença do projeto Segurança Presente.

Ouvimos a água dos pequenos riachos borbulhar entre a flora verde e com algumas flores,capazes de silenciar os murmúrios das conversas ente os patos,que enriquecem a vida presente com alguns peixes que avistamos.Sinto um respeito grande quando olho em direção ao portão,e vejo o dourado resplandecente numa área que nos lembra,de alguma forma as superquadras do plano piloto de Brasília.

São centenas de fotos,que minha máquina e meu celular disparam,com o cuidado de retratar algo ao mesmo tempo bonito, que renasce e nos orgulha mas que deixa claro que o descuido do Poder Publico pode um dia não ter solução, e que é necessário um cuidado extremo ,diário,com tudo que nos rodeia e nos remete a memória afetiva e cultural do nosso  Rio incomparável.

Bayard Do Coutto Boiteux é professor universitário,escritor,pesquisador,funcionário público .Atualmente,responde pela vice-presidência executiva da Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro e pela gerência de educação do Instituto Preservale.Adora,no seu tempo livre fotografar e descobrir locais inusitados.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.