Guias de turismo já podem acessar a nova funcionalidade da carteira digital

Iniciativa se soma ao documento físico, já utilizado pelos profissionais para comprovar a regularidade da sua atividade

Os guias de turismo de todo o país podem contar com mais uma facilidade para comprovar a regularidade de sua atuação profissional. A novidade é que, através do site do Cadastur (cadastro nacional de empresas e profissionais que atuam no setor de turismo), eles terão disponíveis a versão digital de seu crachá de guia de turismo. A iniciativa agiliza o prazo para que novos guias de turismo possam receber o documento e iniciar suas atividades no setor ou mesmo atualizar no seu cadastro a conclusão de cursos profissionalizantes como de idiomas ou libras.Com isso, além do documento físico, o documento na versão digital passa a ser uma opção para comprovar a regularidade do cadastro nacional dos guias de turismo. A medida beneficia os mais de 24 mil profissionais que atuam no setor e exercem a função de acompanhar, orientar e transmitir informações sobre destinos e atrativos que enriquecem a experiência dos turistas em todo o Brasil.“É importante esclarecermos que a carteira digital não substitui o documento físico, que hoje já é utilizado pelos guias de turismo. Pelo contrário, é mais uma facilidade que eles podem contar, a partir de agora”, explicou o secretário de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França.Para visualizar a carteira digital de guia de turismo é preciso que o profissional acesse seu cadastro no Cadastur, que estará disponível no celular ou outro dispositivo eletrônico.

Em um segundo momento, o Ministério do Turismo também estuda disponibilizar um aplicativo exclusivo de celular para que os guias de turismo tenham acesso, na palma da mão, às suas carteiras na versão digital, com download gratuito por meio do aplicativo.FACILIDADE – Diante da pandemia de Covid-19, que trouxe restrições de movimentação de pessoas e redução no horário de atendimento de estabelecimentos em algumas localidades do país, o prazo para que o profissional tenha acesso a carteira física leva, em média, entre 45 a 60 dias. Assim, o acesso digital a carteira de guia de turismo permitirá que o profissional tenha a oportunidade de portar uma credencial confiável que o gabarita para exercer a profissão perante agências de turismo e ao próprio turista logo após inscrição e validação do registro no Cadastur.A diretora do Departamento de Regulação e Qualificação do Turismo, Andréa de Souza, explica o passo a passo para a emissão do documento físico. “O guia de turismo precisa acessar o site do Cadastur para realizar o cadastro, preenchendo as informações necessárias. Então, após verificação e homologação do cadastro pelas Secretarias de Turismo nos estados, o Ministério do Turismo providencia a emissão da carteira e faz chegar a estas Secretarias para a distribuição. Com a digitalização, enquanto o guia de turismo aguarda a entrega do documento físico, terá disponível o crachá na versão digital”, esclareceu.CADASTUR – O Cadastur é o cadastro nacional que reúne empresas e profissionais que atuam no setor de turismo. Segundo a Lei Geral do Turismo, o registro é obrigatório para sete categorias do setor, entre elas os guias de turismo.Como resultado do esforço permanente do Ministério do Turismo para promover a formalização e a legalização de serviços turísticos no Brasil, no ano passado, 20 mil novos registros foram realizados no Cadastur. Com isso, os prestadores de serviços atuando legalmente no país alcançaram a marca de 119 mil, sendo cerca de 24 mil guias de turismo. Trata-se de uma marca histórica e o número é 20% maior do que o registrado em 2019 (98.986).

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.