Viva São João! Em Maricá, junho vem recheado de atrações como o Circuito Gastronômico e Arraiá

Gastronomia e música estarão presentes neste mês em Maricá.  Começou nessa sexta-feira (11), o 1˚Circuito Gastronômico de Comida de Roça. A ideia do evento é trazer aos moradores e também turistas um pouco do clima das festas juninas. “Nesse momento de festas juninas que não podemos aglomerar com eventos abertos ao público, desenhamos um projeto que já fazíamos desde o início da pandemia que são os festivais gastronômicos dentro dos estabelecimentos, com a ideia de incentivar o fluxo dentro dos protocolos seguindo o decreto do turismo consciente”, informa o secretário de Promoção e Projetos Especiais, José Alexandre. O circuito estará presente na cidade até o dia 30 de junho. O evento que também conta com a parceria da Secretaria de Turismo de Maricá, terá pratos típicos como: caldo verde, escondidinho de carne seca, vaca atolada e costelinha mineira que serão distribuídos em 40 estabelecimentos da cidade como bares, restaurantes, quiosques e hotéis. De acordo com José Alexandre, o “Comida de Roça” e outros circuitos gastronômicos impulsionam o comércio da cidade através das melhorias realizadas nas infraestruturas dos restaurantes. “Estamos trabalhando em investimentos na parte de estrutura da organização, da capacitação do pessoal, de melhorias nos layouts dos restaurantes, fachadas e cardápios.”, acrescenta. O secretário acredita que o evento irá muito além do comércio. “A ideia do projeto é fortalecer o turismo, os laços com os comerciantes e também criar um trabalho com os chefs de cozinha.” Arraiá em casa, o Arraiá de Maricá esse ano será diferente de todos. Acostumados com o evento realizado em diversos bairros da cidade, os apreciadores de forró, música sertaneja e quadrilha vão dançar bastante em casa. “O Arraiá será virtual e ocorrerá nos dias 13, 24 e 29/06. Dias de comemoração dos três Santos populares (Santo Antônio, São Pedro e São João). Desde o início do ano estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Cultura na escolha dos artistas. Todos estão cadastrados no projeto Pratas da Casa e através de uma escala, conforme estilo musical , convidamos os artistas a participarem dos eventos. Neste formato atendemos mais de 90 bandas e grupos totalizando mais de 500 artistas.”, informa o subsecretário de turismo de Maricá, Thiago Medina. De acordo com o subsecretário, o Arraiá de Maricá e o Circuito Gastronômico fazem parte de uma estratégia de valorização do turismo da cidade. “Estamos realizando um grande trabalho de promoção turística para o Arraiá de Maricá online com a divulgação do site “Conheça Maricá” e do aplicativo “Maricá Oficial”, juntamente com o Festival Gastronômico: Comida da Roça. Em conjunto estamos atendendo a necessidade do setor artístico com os shows do “Projeto Pratas da Casas”. A divulgação dos nossos atrativos turísticos, da nossa gastronomia e de nossos artistas locais é a nossa estratégia adotada”, esclarece. Quem acha que nos eventos virtuais não existem interação com o público, está enganado. A prefeitura de Maricá vem estreitando laços com os internautas. “A Secretaria de Comunicação vem criando em cada live interações com o público virtual, exemplo dos comentários nas redes sociais aparecendo nas lives. Gerando maior “conexão” entre o evento e seu público”, disse. Confira o guia do Circuito Gastronômico e as entrevistas:

Entrevista com o secretário de Promoção e Projetos Especiais da Prefeitura de Maricá, José Alexandre: Rotas RJ: – O que motivou o 1˚ Circuito Gastronômico de Comida de Roça?

José Alexandre: – Nós já estávamos antes da pandemia desenvolvendo um trabalho de turismo rural e chegamos a fazer um projeto bacana chamado “Comida de Roça” e esse trabalho foi um evento aberto com shows. A Secretaria de Promoção e Projetos Especiais elaborou esse projeto do circuito como forma de movimentar a cadeia produtiva do turismo, não somente a parte gastronômica, mas também a hotelaria, o comércio em geral. Nesse momento agora de festas juninas que nós não podemos aglomerar com eventos abertos ao público, então desenhamos um projeto que já fazíamos na pandemia que são os festivais gastronômicos dentro dos estabelecimentos com a ideia de incentivar o fluxo dentro dos protocolos seguindo o decreto do turismo consciente.

Rotas RJ: – Quantos restaurantes irão participar do evento? José Alexandre: – 40 restaurantes irão participar. Rotas RJ: – Como está sendo o impulsionado o circuito? José Alexandre: – Está sendo impulsionado através de redes sociais, mídia local e a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Maricá é nossa parceira nesse projeto. É uma forma de trabalharmos a questão da gastronomia que vem ganhando espaço muito interessantes nos restaurantes e hotéis de Maricá durante os últimos 3 e 4 anos. Estamos trabalhando em investimentos na parte de estrutura da organização, da capacitação do pessoal, de melhorias nos layouts dos restaurantes, fachadas e cardápios.

Rotas RJ: – Há expectativa de aumento do público nos restaurantes? José Alexandre: – Noss expectativa é de um acréscimo de 30 a 40% de fluxo no mês, em função da duração do circuito de 11 a 30 de junho.

Rotas RJ: – Como é feita a seleção dos pratos participantes José Alexandre: – A seleção de pratos é feito dentro da lógica do tema. Nós temos um cadastro de mais de 150 estabelecimentos entre bares, restaurantes, quiosques e hotéis. Nós fazemos contato com esses cadastrados e as pessoas que tem interesse em participar preenche uma ficha de adesão e deve respeitar o regulamento do projeto.  

Entrevista com o subsecretário de turismo de Maricá, Thiago Medina:

Rotas RJ: – Com a modalidade virtual, quais serão as estratégias adotadas para que o Arraiá de Maricá funcione tão bem quanto o presencial? Thiago Medina: – Mesmo antes da pandemia a modalidade virtual sempre esteve presente nos eventos da prefeitura. Já aplicávamos esse conceito de Live no Carnaval e no Natal Iluminado. Acreditamos que pós pandemia o sistema híbrido (presencial e virtual) será o melhor formato de realização dos nossos eventos. Estamos realizando um grande trabalho de promoção turística para o Arraiá de Maricá online com a divulgação do site “Conheça Maricá” e do aplicativo “Maricá Oficial” juntamente com o festival gastronômico: comida da roça. Em conjunto estamos atendendo a necessidade do setor artístico com os shows do “Projeto Pratas da Casas”. A divulgação dos nossos atrativos turísticos, da nossa gastronomia e de nossos artistas locais é a nossa estratégia adotada.

Rotas RJ: – A secretaria de turismo vê a possibilidade de realizar mais eventos virtuais? Thiago Medina: – Sim, a Secretaria de Turismo vem trabalhando intensamente desde início da pandemia com eventos virtuais. Mesmo no auge da pandemia mantemos todos nossos eventos migrando para o virtual. Nossa Feirarte, Pratas da Casa, Festivais Gastronômicos, Seminários, tudo para manter o segmento do turismo ativo em um momento tão crítico.  

Rotas RJ: – O arraiá virtual contará com quantas atrações? Como foi realizada a escolha das bandas? Thiago Medina: – O arraiá virtual ocorrerá nos dias 13, 24 e 29/06. Dias de comemoração dos três Santos populares (Santo Antônio, São Pedro e São João). Desde início do ano estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Cultura na escolha dos artistas. Todos estão cadastrados no projeto Pratas da Casa e através de uma escala, conforme estilo musical e convidamos os artistas a participarem dos eventos. Neste formato atendemos mais de 90 bandas e grupos totalizando mais de 500 artistas em 2021.

Rotas RJ: – Em qual local será realizada a live? Thiago Medina: – Na Fazenda Joaquim Pinero (Antiga Fazenda Ibiaci). Lembrando que os locais das lives por enquanto não são abertos ao público, onde apenas a produção do evento devidamente preparada seguindo todas as orientações dos Decretos referentes à Covid-19. 

Rotas RJ: – Ano passado não teve o arraiá.  Na sua opinião isso fará com que as pessoas que frequentavam o presencial migre para o virtual? Thiago Medina: – Essa mistura do virtual com o real já está presente em nosso cotidiano. Hoje é comum encontrarmos avós em redes sociais que de fato há 10 anos era difícil. Nosso público virtual mudou. A evolução da tecnologia com a popularização dos smartphones torna essa migração do presencial para o virtual de forma plena. A Secretaria de Comunicação vem criando em cada live interações com o público virtual exemplo dos comentários nas redes sociais aparecendo nas lives. Gerando maior “conexão” entre o evento e seu público. 

Rotas RJ: – Qual a expectativa da secretaria de turismo com a live do Arraiá? Thiago Medina: – Nosso maior foco é a promoção turística da cidade com a divulgação dos nossos atrativos turísticos, gastronomia, Hotéis, Pousadas e artistas locais, onde pós-pandemia daremos continuidade no modo presencial.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.