Festival de Inverno da Cadeg segue até dia 25 de julho

Esta é a sétima edição do Festival de Inverno realizado pelo Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara (Cadeg). Os cariocas e turistas poderão aproveitar o evento gastronômico do dia 25 de junho a 25 de julho. Ao todo, são dezessete estabelecimentos participantes, entre eles as Loja Mercado da Fé, Beco do Vinho e Griffe dos Vinhos. Quem for ao evento não pode deixar de apreciar também a extensa variedade de queijos e fondue.

De acordo com o diretor social do CADEG, André Lobo, o Mercado Municipal já é um local que abriga grandes festivais que vem sendo tradição na cidade. “Começamos a realizar eventos no Cadeg em 2013, com o Festival do Bacalhau, carro-chefe da gastronomia do Cadeg. Na ocasião, foi um enorme sucesso, o que nos levou a criar outros eventos. Hoje, contamos com três festivais ao ano: o Festival Mesa Santa, que acontece na época da Páscoa, o Festival de Inverno, e o Festival do Bacalhau, em novembro, próximo às festas de fim de ano. Por ser perto o Natal, as pessoas já aproveitam para antecipar algumas compras. Todos os festivais contam com pratos exclusivos dos restaurantes e a participação de outros segmentos que oferecem produtos em promoção”, disse.

Esta edição contará com uma novidade, a realização de uma Feira de Antiguidades com cerca de 30 expositores que irão apresentar aos visitantes um pouco da história da cidade com peças, curiosidades e riquezas, que ocorrerá aos domingos, das 10h às 16h. Os apaixonados por carros antigos não ficarão de fora, no dia 18, também das 10h às 16hrs, a nostalgia irá tomar conta do Mercado Municipal, com a exposição de belos exemplares. Mesmo estando em pandemia, o diretor social garante que as medidas de segurança irão ser obedecidas. “Estamos seguindo todas as regras estabelecidas pela prefeitura. O uso de máscara é obrigatório, há totens de álcool em gel espalhados por todo o Cadeg, e os restaurantes trabalham com capacidade reduzida e distanciamento”, disse.
O CADEG não apenas oferece entretenimento, mas conta com a solidariedade dos visitantes para fazer o bem, quem for ao evento poderá doar agasalhos e cobertores para aquecer os que estão necessitando. As doações serão recebidas na sobreloja do CADEG.

Entrevista do Rotas RJ com o Diretor Social do CADEG, André Lobo

Rotas RJ: – Como surgiu a ideia do festival e porque foi escolhido o mercado municipal para a realização dele?

André Lobo: – O Festival de Inverno já está em sua sétima edição. Começamos a realizar eventos no Cadeg em 2013, com o Festival do Bacalhau, carro-chefe da gastronomia do Cadeg. Na ocasião, foi um enorme sucesso, o que nos levou a criar outros eventos. Hoje, contamos com três festivais ao ano: o Festival Mesa Santa, que acontece na época da Páscoa, o Festival de Inverno, e o Festival do Bacalhau, em novembro, próximo às festas de fim de ano. Por ser perto o Natal, as pessoas já aproveitam para antecipar algumas compras. Todos os festivais contam com pratos exclusivos dos restaurantes e a participação de outros segmentos que oferecem produtos em promoção. Além dos festivais, todos os anos comemoramos no mês de janeiro o aniversário do Cadeg, que foi fundado em 9 de janeiro de 1962. Ano que vem, completamos 60 anos, e podemos adiantar que teremos uma grande celebração. Normalmente, promovemos 1 mês de ofertas, além da festa na data oficial.

Rotas RJ: – Quantos estabelecimentos irão participar?


André Lobo: – São 17 estabelecimentos, sendo nove restaurantes e outros dos segmentos de vinhos, empórios, ótica e calçados.

Rotas RJ: – Qual a expectativa de público para esse ano?

André Lobo: – Em média, o Cadeg recebe cerca de 10 mil pessoas por dia, sendo que nos festivais o público aumenta em 30%.

Rotas RJ: – Com a pandemia como está sendo organizado o evento?

André Lobo: – Estamos seguindo todas as regras estabelecidas pela prefeitura. O uso de máscara é obrigatório, há totens de álcool em gel espalhados por todo o Cadeg, e os restaurantes trabalham com capacidade reduzida e distanciamento entre as mesas.

Rotas RJ:
– No festival haverá também uma feira de antiguidades, quais os principais itens que serão comercializados?

 André Lobo: – Itens de decoração como tapetes, pratarias, objetos de arte, colecionismo e curiosidades, como brinquedos e utensílios domésticos antigos.

Participantes:

– Loja Alastra Uniformes Profissionais

– Arte dos Vinhos

– Barsa

– Beco do Vinho

– Bora BBQ

– Brasas Show

– Cantinho das Concertinas

– Cerealista Lela

– Costelão do CADEG

– Cucina Penna

– Empório Gourmet Restaurante

– Empório Gourmet Show

– Espetáculo – Mar em Brasas

– Griffe dos Vinhos

– Gruta do Bacalhau

– Laticínios Brasil Tropical

– Mercado da Fé

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.